Skip to content

Os chineses e o trabalho escravo

maio 31, 2010

Microsoft investiga fornecedor chinês acusado de explorar trabalhadores
Investigações ligadas a fornecedores de grandes empresas americanas têm feito ressurgir o tema das péssimas condições de trabalho em alguns países da Ásia, em especial a China. Um mês depois da Apple admitir que algumas de suas fábricas na China utilizam trabalho infantil, desta vez a Microsoft se viu constrangida pelas condições dos operários em uma fábrica que produz seus mouses, webcams e alguns componentes do Xbox.

Proveedor chino de Microsoft tiene a trabajadores bajo condiciones inhumanas
Trabajan 90 horas semanales, sin permiso para hablar ni ir al baño. Les pagan 59 centavos de dólar la hora
Contratados bajo condiciones inhumanas, los trabajadores de la fábrica china KYE presentaron testimonios ante el The National Labor Committee (Comité Laboral Nacional), un hecho que desató polémica por implicar a grandes empresas norteamericanas.
Microsoft, Acer, Samsung, Hewlett-Packard, Logitech y Best Buy son las compañías que se vieron envueltas en el extenso informe del Comité Laboral Nacional, por negociar con KYE.

Leia o quem somos…

China’s Youth Meet Microsoft Slideshow





Chinese Factory Under Scrutiny As Suicides Mount
The massive Foxconn factory in the southern Chinese city of Shenzhen is known for assembling famous electronic goods like Apple’s iPhone and iPad. But in recent months it has gained a darker image, as a place where distraught workers regularly throw themselves to their deaths.

Psiquiatras para superar fabricar el iPhone
Resulta paradójico que a los nuevos psiquiatras se les ofrece un salario anual de entre 25.000 y 75.000 dólares al año, cuando los trabajadores de las fábricas de la firma cobran un sueldo base anual de unos 1.750 dólares, destacó el diario oficial Global Times. El reclutamiento masivo de psiquiatras es la última medida tomada por Foxconn, que ya había celebrado en sus empresas de Shenzhen reuniones en grupo para ayuda psicológica e incluso había contratado a monjes para que llevaran a cabo ritos religiosos con el fin de eliminar los “malos espíritus” en la firma.

Otros dos intentos de suicidio en el equipo de iPad en China
Según informa The Independent, Foxconn ha contratado un grupo de psicólogos para evaluar el estado de su plantilla de 300.000 empleados. Pero el diario apunta a que los poco más de 100 euros al mes que cobran algunos de los trabajadores es una causa muy probable de los suicidios.


3 Comentários leave one →
  1. junho 1, 2010 1:41 am

    E o final da história é que, como está fica.

    Para quem tem por objetivo o lucro, nada melhor do que utilizar o trabalho escravo. Vai pagar uma mixaria para produzir, depois coloca um lucro bom em cima e pronto. Seria muito legal se o pessoal olhasse antes e, se estivesse escrito ‘made in china’, recoloca na prateleira e procura outro.

    No FestFotoPoa, o fotógrafo frances Samuel Bollendorf mostrou o trabalho ‘marcha forçada’
    http://festfotopoa.com.br/2010/blog/?p=1461 . É bastante deprimente ver as fotos e ouvir o que ele falava. Corrupção, trabalho escravo e outras barbáries por lá. Vi em algum lugar fotos do que as placas das olimpíadas escondiam.

    O chato é saber que, no final, tudo fica como está. “En fim”.:/

  2. Wank Carmo permalink
    junho 3, 2010 12:40 am

    Way of life made in china.

Trackbacks

  1. Um negócio da China – Cláudio Versiani

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: