Skip to content

Um novo fotojornalismo. Amém!

agosto 3, 2010

Essa nota vem de um comentário assinado por Nathan Shanahan no artigo “For God’s sake, somebody call it!”, de Neil Burgess.
O artigo de Burgess está enlaçado na nota “Mais uma morte do fotojornalismo. Que assim não seja! Amém!”
Vale a pena ler o artigo e o comentário.



Fortunately photojournalists don’t want to lie down and die. After every forest fire the brush eventually regrows and with it the life slowly returns. Photojournalists are looking for new ways to survive.
While publishers, magazines and newspaper are drying up as revenue sources the opportunities for photographers to directly compete for a share of the audience only grows. As soon as photographers find a way to convert that audience into revenue you will see a resurgence, be it small at first, in independently produced quality photojournalism.
VII are doing just this with the new VII Magazine.
Latitude Magazine (full disclosure – I am Latitude’s coordinator and editor) is another such experiment that is starting to pay off. Self published by the photographers who shoot for it, Latitude Magazine has over 60 photojournalists contributing monthly to a publication we sell directly to consumers.
That is 60+ voices who blog, twitter, email and market the magazine because we own it. No advertising, no sales people, no middle management bulk gobbling up all the profits. The magazine is $2.99! And every issue sold is money in the pockets of the photographers who shot for it.
The traditional relationship between photojournalist and publisher is dead, not photojournalism.




Latitude

5 Comentários leave one →
  1. agosto 3, 2010 2:14 pm

    Estão dizendo por aí que o fotojornalismo vai se acabar….

  2. claudioversiani permalink*
    agosto 3, 2010 10:04 pm

    Auler,
    o fotojornalismo de histórias bancado por veículos de comunicação é cada vez mais raro.
    Por outro lado, o que tem de história bacana na rede, é impressionante!
    Essa idéia da Latitude é muito interessante. Em vez de vc comprar a revista na banca, vc compra na Apple Store. Se vai dar certo…quem viver, verá.
    Espero viver para ver.
    Veremos.
    Ab.

  3. agosto 4, 2010 12:11 am

    Vai dar certo sim! Participei de uma entrevista com o cara q fez o programa da Time para o iPad,
    segundo ele o iPad vai custar USD 100,- em pouco tempo. Na parte baixa do equador vai demorar um pouco mais, mas o cara falou com uma convicção plena. E esta de comercialização direta também é muito interessante. E você e o Tadday são muito ligados pq já falam isto faz um tempo…

  4. claudioversiani permalink*
    agosto 4, 2010 10:15 pm

    Tbm acho que vai dar certo. O iPhone já está em 190 euros aqui na Espanha. Dependendo do plano com a Telefônica, pode sair mais barato.
    O iPad vai cair de preço tbm.
    O Tadday é quem tem umas idéias boas sobre comercializar conteúdos, um dia a gente chega lá.
    Ab.

  5. Wank Carmo permalink
    agosto 5, 2010 1:54 am

    Quem falar no fim de fotojornalismo está viajando para o idade da pedra. Retrocedendo. Olha o trabalho do Ripper ripando aí… O Claudio tem razão. Tem muito trabalho bom e o melhor exemplo é o Pandora da espanha. O caras estão vendo muito… Para alguém os caras estão vendendo e ainda produzindo livros, exposições, oficinas, etc. Esse é o caminho da sobrevivência. Independência ou foto!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: